Preço dos aluguéis em Portugal – Dicas para encontrar algo dentro do orçamento

preço dos aluguéis em Portugal
Lembro bem quando eu comecei a planejar nossa mudança. Passava os dias colocando no papel todos os gastos, para ver se encaixava no nosso orçamento. Entre os itens, com certeza o preço dos aluguéis em Portugal era o que mais me preocupava.

Há uns quatro anos, isso nem entrava para a lista de preocupações de quem vinha morar por aqui. Havia bastante oferta e os preços eram baixos. Mas, como tudo que tá na moda, Portugal está passando por um momento de especulação imobiliária insano e o preço dos aluguéis em Portugal disparou, principalmente nas principais cidades.

O que isso significa na prática? Valores acima de 1300 Euros para um T2 (como se chama dois quartos aqui!) em Lisboa e loucuras ainda maiores, na casa dos 1800 os T3 (três quartos, já deu pra entender como funciona, né? rs).

Na ponta do lápis, o preço dos aluguéis em Portugal equivale a mais de 50% do orçamento total de uma família de quatro pessoas. Eu disse que era coisa de maluco, não disse?

Então quer dizer que é pra eu desistir, colocar a viola no saco e ficar chorando no cobertor que é lugar quente, Mic? Definitivamente não! Mas, vai ter que rolar plano B ou uma rebolada, pra fazer tudo se encaixar.

Pra mim, a grande dificuldade de decidir onde morar e encontrar um apartamento que caiba no orçamento é o fato de não conhecermos bem o lugar. Difícil decidir onde morar assim, né? E olha que grande parte das pessoas acaba marcando uma viagem de reconhecimento antes de se mudar definitivamente. Acho que ajuda, mas as interrogações continuam.

Lá no meu Instagram (já me segue?) eu falo bastante sobre isso e mostro nos stories um pouco mais de detalhes sobre as freguesias da Linha de Cascais, onde moro.
Hoje vou dar algumas dicas que acho importantes para ajudar quem também está sofrendo com o preço dos aluguéis em Portugal:

=> Primeiro, namore o Google Maps. Antes mesmo de sair do Brasil, tenta conhecer melhor a região onde você pretende morar. Eu já contei aqui nesse post como decidi isso, e acho importante partir de uma ideia, até ir refinando.

=> Também não deixe de entender como funciona as divisões em Portugal. É importante conhecer bem como tudo funciona, pra não ficar boiando. Distrito, Concelho (com c mesmo!), Freguesia, sub-bairros. Pra exemplificar, eu moro no  Distrito de Lisboa, Concelho de Cascais, Freguesia de Carcavelos, sub-bairro do Junqueiro.

Isso quer dizer que dentro de uma freguesia ainda existem pequenas regiões. E o preço dos aluguéis em Portugal vai variar entre elas. O que causa essa variação? Proximidade do comboio, da praia, de escolas, de algum shopping, oferta de transporte público…

=> Defina as suas prioridades e veja o que dá pra abrir mão. Eu amo morar perto da praia (são uns 300 metros), em cima de um centro comercial que tem Pingo Doce, a 800m do comboio. Isso me custa mais caro? Sim! Quando chegamos, parecia a melhor opção e é maravilhoso. Mas, já estamos começando a pensar em alternativas para reduzir os nossos custos com essa despesa.

=> Não se impressione com os nomes. Pode parecer besteira, mas eu nem dava atenção pra alguns lugares quando estava no Brasil navegando pelo Google Maps. Eram tão esquisitos que eu pensava “Nem morta vou morar na Abóboda”. Ou em Linda-a-Velha. Ou em Queijas. Ou na Madorna. Ou em Sassoeiros.

É realmente muita coisa nova pra absorver e se acostumar. Com o tempo, esses nomes saem da sua boca com uma normalidade impressionante! rs Antes disso, engole o choro e deixa de frescura! rs O nome pode ser esquisito, mas o local pode ser ótimo. E o preço dos aluguéis podem caber no seu bolso!

=> Responda à pergunta: terei carro ou viverei só de transporte público? No meu caso, não tínhamos a menor intenção de comprar um carro. Então, morar perto do comboio (aqui na Linha de Cascais não tem metro) era uma condição.

Não gostamos de morar e depender de carro pra ir até a padaria. Mas, se pra você isso não é um problema e você vai ter carro, experimente arrastar o mapa pra regiões onde não haja metro ou comboio tão perto. O preço dos aluguéis em Portugal varia muito nesse sentido.

=> Quanto mais perto dos grandes centros, maior o preço dos aluguéis em Portugal. Se for morar em Lisboa, saiba que vai pagar a mais por isso. E provavelmente vai viver em um lugar menor. O preço do m2 é mais alto, por razões óbvias.

Se não for todo dia trabalhar por lá ou se levar uma meia hora ou 40 minutos de transporte (público ou não) todos os dias não for um suplício, fique nas regiões que circundam a capital. O mesmo vale para outras grandes cidades, como Porto.

=> Por último, uma dica que tem mais a ver com mudança na sua forma de pensar e de viver do que qualquer coisa coisa: comece a pensar mais como os Europeus, que costumam estar mais preocupados com qualidade de vida do que com aparências ou alguns caprichos (e isso eu escrevo pra mim também!).

Sua lista de itens que não podem faltar onde você vai morar não pode ter menos itens? De repente, 15 minutos a mais de caminhada para a estação ou o ponto de ônibus podem significar centenas de Euros todo mês de aluguel. Multiplique por 12 e, ao final de um ano, provavelmente as férias da família para algum país maravilhoso estará garantida! 🙂

***

Gostou das minhas dicas? Que tal me ajudar a espalhar elas por aí, para que cheguem a muito mais pessoas? Eu escrevo esse blog pra tentar facilitar a vida de quem está passando ou vai passar pela mesma situação que eu. Então, clica aí no botão e compartilha em seu Facebook! Que tal? 😉

Você vai gostar também

1 comentário

  1. Eu preciso ser sua amiga! Hahahah Juro, depois de ler tanta coisa na internet, o que li aqui e o que mais se aproxima das minhas duvidas, meus medos. Ainda estou na fase do planejamento. Será que podemos mesmo ser amigas e trocar mais ideia sobre essa jornada? Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *